Batalha coletiva

Buscar

Batalha coletiva

Campanhas dos indicados reforçam não só os atributos dos profissionais e empresas, mas também de equipes, clientes e até de concorrentes

Thaís Monteiro
3 de dezembro de 2019 - 18h57

Gretchen falou baixinho, no estilo ASMR, para pedir votos para a Soko (Divulgação)

“Dois estudantes de Standford se juntam para estudar as propriedades matemáticas da internet. Em pouco tempo, criam um novo site de pesquisas. Recebem investimentos e o negócio se torna um dos mais valiosos do planeta. No elevador de uma empresa, um jovem deixa seu lápis cair no chão. Ao pegar, percebe que todos ali presentes prestam atenção e tem uma ideia. Alguns dias depois, funda um negócio inovador em mídia digital. As histórias dos nossos concorrentes no Caboré são tão incríveis que deveriam ir para o cinema”. Leia o texto anterior, imagine uma tela em branco, insira uma trilha sonora e você terá a composição da campanha da Flix Media para o Caboré 2019. Indicada na categoria Veículo de Comunicação – Plataforma de Mídia, a empresa brasileira especializada na comercialização de publicidade para o mercado de entretenimento, mais especificamente o cinema, decidiu homenagear seus concorrentes — Google e Elemidia — na campanha em que pedia votos aos assinantes de Meio & Mensagem.

A ação que conta uma breve sinopse das histórias das empresas e diz que elas são tão incríveis que deveriam virar filmes foi criada por Samuel Segatelli, do hub de criação La Union, e produzida pela equipe de criação da Flix. “Quando descobrimos os demais concorrentes, sabíamos que seria uma disputa difícil, uma vez que estaríamos no páreo com empresas maiores. Foi exatamente a partir da trajetória desses nossos concorrentes que encontramos uma oportunidade: só o cinema tem o poder de contar grandes histórias. Foi uma maneira simpática de relembrar ao mercado o poder de storytelling da nossa mídia. Falar de nós mesmos é sempre algo delicado e que deve ser feito com muito cuidado. Existe sempre aquele risco da soberba ou de simplesmente sermos chatos. Buscamos trazer uma leveza para um momento de celebração do mercado e de todas as marcas indicadas”, conta Adriana Cacace, diretora-geral da Flix Media. À exemplo do que fez a Flix, várias campanhas dos indicados ao Caboré 2019 destacaram não só o trabalho dos profissionais e empresas, mas abriram espaços para o pronunciamento de colegas de trabalho e clientes. As campanhas ganharam destaque em diversas mídias desde que saiu a lista dos indicados, no final de setembro, até a semana passada, já que a votação dos assinantes de Meio & Mensagem foi encerrada na sexta-feira, 29.

Para a campanha de Maurício Kotait, gerente geral da Viacom no Brasil, indicado pela primeira vez à Profissional de Veículo, a VML recrutou os principais talentos da casa para falarem sobre vivências como executivo no melhor estilo do Porta dos Fundos, canal adquirido pela Viacom em 2017, fazendo humor com a indicação. “A ideia da campanha surgiu muito mais para mostrarmos como é a Viacom e não só o Maurício concorrendo ao prêmio. Destacamos o tamanho da Viacom, mas também mostramos que as pessoas podem contar conosco através de mim para qualquer coisa. Queremos mostrar a Viacom do jeito que ela é para o máximo de pessoas que vão se envolver com o Caboré”, justifica Kotait. No filme principal da ação, os atores do Porta dos Fundos pedem para o público votar no indicado de forma descompromissada e tirando sarro do executivo e, ao final, após a vinheta do canal, Kotait aparece na barbearia pedindo para o cabeleireiro cortar seu cabelo como os dos humoristas, também zombando com o visual deles. A Jovem Pan também usou os talentos da casa para noticiar a indicação da rádio à Veículo de Comunicação – Produtor de Conteúdo. O programa Rolê de

Notícias fez paródias de políticos e apresentadores de TV pedindo o voto do assinante e o personagem Doutor Pimpolho protagonizou uma esquete de humor na qual recebe, por engano, a gaiola que, na verdade, sinalizava a indicação da rádio. O conteúdo foi criado pela agência Live, house da Jovem Pan, e a produtora Mood Hunter. “Em cada pilar trabalhado nesta campanha — entretenimento, notícias, esportes — aprofundamos o que há de mais relevante e autêntico na nossa programação, sempre na expectativa de informar, entreter e emocionar a nossa audiência”, afirma Roberto Araújo, CEO da Jovem Pan.

Celebridades em ação

Alguns indicados convocaram celebridades para suas campanhas. Gretchen foi a principal porta-voz na divulgação pela Soko, indicada em Serviço de Marketing. A cantora aparece em um vídeo em ASMR (tipo de som capaz de despertar sensações de relaxamento e prazer) contando todos os projetos que a agência se orgulha de ter feito parte e os clientes que atende atualmente. De acordo com Brisa Vicente, head de operações da Soko, Gretchen foi escolhida por chamar atenção e ter feito parte de algumas campanhas cridas pela Soko. Já a escolha pelo ASMR aconteceu porque é uma tendência em alta e ainda pouco explorada na publicidade. “A ideia partiu de fazer uma retrospectiva da mesma maneira que a Soko pensaria uma campanha para qualquer cliente: sendo earned media first. Ou seja, nossa intenção foi criar algo que as pessoas sentissem vontade de mandar umas para as outras e marcar os amigos”, conta a executiva. Gretchen ainda gravou mensagens personalizadas para os clientes, como forma de agradecer a parceria. A The Kumite, produtora do grupo Flagcx, foi a responsável pela produção, e a Fuzzr, produtora de áudio, pelo ASMR.

Já os ex-nadadores Gustavo Borges, Xuxa e Teófilo Laborne figuram na campanha de Marcos Medeiros, sócio e CCO da CP+B, indicado como Profissional de Criação. A proposta da campanha, da dupla Renato Simon e Renan Valadares, foi fazer um paralelo da carreira de nadador profissional de Medeiros na década de 1990 e sua carreira de publicitário. Nas peças, a CP+B questiona o que seria a publicidade se Marcão tivesse seguido a natação e os nadadores estivessem em seu lugar, fazendo piadas sobre natação e propondo campanhas sem apelo. Diz Marcos que seu sócio, Vinicius Reis, pediu para que ele o substituísse em uma viagem de negócios de última hora. Enquanto ele estava fora, os três atletas filmaram as peças na agência. “Dias depois, vi tudo pronto e quase chorei. Eu vi a campanha como uma homenagem. Sempre carreguei comigo um certo senso de fracasso por não ter conseguido o que todo atleta de alta performance sonha. Eles colocaram um ponto final nisso”, admite. A campanha foi produzida pela Pródigo.

Compartilhe

  • Temas

  • carol boccia

  • flavia cortes

  • leo balbi

  • heitor pontes

  • debora nitta

  • mauricio kotait

  • antonio fadiga

  • daniel simões

  • eduardo simon

  • andrea siqueira; marcos medeiros

  • rafael donato

  • lica bueno

  • raquel messias

  • tiago lara

  • andré frança

  • fabio urbanas

  • francisco custódio

  • ariel grunkraut

  • daniela cachich

  • igor puga

  • carolina sevciuc

  • renato shiratsu

  • felipe cerchiari

  • wmccann

  • mirum

  • mynd

  • soko

  • flix media

  • Ogilvy

  • wieden + kennedy

  • conspiração

  • landia

  • Saigon

  • bradesco

  • mcdonald's

  • natura

  • elemidia

  • google

  • globo

  • jovem pan

  • uol

  • prêmio

  • caboré

  • coruja

  • gaiola

  • publicidade

  • propaganda

  • marketing

  • dirigente da indústria da comunicação

  • profissional de criação

  • profissional de atendimento

  • profissional de planejamento

  • profissional de mídia

  • profissional de marketing

  • profissional de inovação

  • profissional de veículo

Veja também

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio

Realização